AEVC contesta encerramento de Agência da CGD de Darque - CEVAL
22946
post-template-default,single,single-post,postid-22946,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,transparent_content,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

AEVC contesta encerramento de Agência da CGD de Darque

AEVC contesta encerramento de Agência da CGD de Darque

A Associação Empresarial de Viana do Castelo vem por este meio expressar a sua contestação, indignação e preocupação perante o anunciado encerramento da Agência da Caixa Geral dos Depósitos de Darque, Viana do Castelo.

Para a AEVC este é um erro estratégico da Administração da Caixa Geral dos Depósitos que só pode revelar um profundo desconhecimento da região onde a referida Agência está inserida. A evidência deste equívoco traduz-se no anacronismo de encerrar uma agência que está inserida numa das zonas mais desfavorecidas, infoexcluídas e envelhecidas da cidade de Viana do Castelo.

O grave reflexo desta gestão incoerente está no completo alienamento relativamente às alternativas que a CGD vai deixar à população residente naquela área de intervenção, oferecendo-lhes como ‘alternativa’ a gestão online das suas contas ou a utilização da Agência CGD mais próxima, situada na Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, que para além de ficar a 5 km de distância, possui evidentes dificuldades de estacionamento.  Como será de fácil compreensão, esta ‘migração’ de clientes vai agravar os já elevados tempos de espera da Agência CGD da Avenida.

A incoerência desta medida é ainda mais incompreensível se pensarmos que num raio de 10 km esta Agência serve 9 freguesias vianenses e uma população de cerca de 30 000 cidadãos.

Para a Associação Empresarial de Viana do Castelo, que representa um vasto conjunto de Associados que usufruem dos serviços prestados por aquela Agência da CGD, esta decisão é tomada ao arrepio de qualquer noção de interesse e serviço público, fragilizando uma das regiões empresariais mais dinâmicas e resilientes que tem o privilégio de representar.

Em prol de todos os que representa, a AEVC vai manter este ponto na sua agenda pública até que novos desenvolvimentos levem ao retrocesso na decisão agora anunciada.



Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
%d bloggers like this: