RGPD: Pequenas empresas (muito) pouco preparadas | CEVAL
21012
post-template-default,single,single-post,postid-21012,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,transparent_content,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

RGPD: Pequenas empresas (muito) pouco preparadas

RGPD: Pequenas empresas (muito) pouco preparadas

RGPD: Pequenas empresas (muito) pouco preparadas

Regulamento Geral de Proteção de Dados 2016/679

 

Em vésperas da aplicação do Regulamento Geral de Proteção de Dados em toda a União Europeia, apenas 8% das pequenas e médias empresas em Portugal afirmam estar preparadas para as novas regras, com cerca de 49% a considerem estar “parcialmente preparadas”.
A informação faz parte de um estudo conduzido pelo IAPMEI e pela LCG Consultoria, citado pelo Jornal de Negócios, conduzido durante os meses de março e abril e que contou com a participação de, aproximadamente, 1.500 empresas.
As conclusões indicam ainda que 35% das PME inquiridas admite que é muito provável que venha a sofrer penalizações, caso as novas regras comecem a ser aplicadas no imediato. “O nível de reconhecimento sobre a existência do RGPD é significativo. No entanto (…) apenas 27% das empresas parecem conhecer detalhadamente o regulamento e as suas principais obrigações, enquanto 62% dizem conhecer os detalhes”, referiu Filipe Pereira, da LCG Consulting, em declarações ao jornal.
Artigo do Jornal de Negócios em anexo.

Artigo Completo

Anexo

23/05/2018

Fonte:SapoTEK

Partilhar:



Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
%d bloggers like this: