CENTRO DA SOLUTIONS 30 DE VIANA JÁ EMPREGA 140 TRABALHADORES E, EM JUNHO, RECRUTARÁ MAIS 80 - CEVAL
25867
post-template-default,single,single-post,postid-25867,single-format-standard,bridge-core-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,transparent_content,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-18.0.9,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 

CENTRO DA SOLUTIONS 30 DE VIANA JÁ EMPREGA 140 TRABALHADORES E, EM JUNHO, RECRUTARÁ MAIS 80

CENTRO DA SOLUTIONS 30 DE VIANA JÁ EMPREGA 140 TRABALHADORES E, EM JUNHO, RECRUTARÁ MAIS 80

O administrador em Portugal da Solutions 30, João Martinho, disse hoje que centro de soluções tecnológicas da multinacional francesa já emprega 140 trabalhadores, e que até junho contratará mais 80 com conclusão da ampliação do espaço em mais 350 metros quadrados. No total, o investimento do grupo em Viana do Castelo é superior a 750 mil euros.

Segundo o administrador da Solutions 30 Portugal, João Martinho, o centro de competências hoje inaugurado ficou concretizado “em tempo recorde, cerca de seis meses, desde o dia em que foi identificado o local até à abertura”, na segunda fase da zona industrial de Neiva, em Viana do Castelo.

“Vamos ampliar ainda no primeiro semestre 2019 estas instalações, com mais 350 metros quadrados, para podermos recrutar mais 80 pessoas, em áreas como os recursos humanos, financeira, contabilidade, informática, entre outras”.

João Martinho adiantou que o grupo francês, fundado por Karim Rachedi, hoje presente na inauguração do centro de Viana do Castelo, “terminou o ano de 2018 com um volume de negócio de 440 milhões de euros, mais de 7.000 colaboradores, em sete países, com um crescimento sustentado a dois dígitos, nos últimos 10 anos”.

“O grupo é cotado em bolsa, na Alternext Paris, tendo em 2018 ultrapassado os mil milhões de capitalização, tornando-se o primeiro unicórnio do sector”, disse, estimando que uma faturação de 640 milhões de euros no final de 2019.

“O grupo continua a crescer a dois dígitos, esperando em 2019, continuar com este ritmo de crescimento, graças à digitalização dos serviços associados a pessoas e objetos potenciando, assim, o seu crescimento nos próximos anos”, sublinhou.

Adiantou que a multinacional, considerada europeia na prestação de serviços para novas tecnologias, investiu quatro milhões de euros na aquisição dos contratos ganhos pela empresa Painhas em França, para a instalação de contadores inteligentes.

João Martinho apelou ainda ao presidente da Câmara de Viana do Castelo  para resolver “alguns constrangimentos” na zona empresarial de Neiva, apontado como exemplo as “dificuldades” sentidas pelos trabalhadores no estacionamento e acesso aos transportes coletivos.

Na resposta, o socialista José Maria Costa explicou que até final do primeiro semestre deste ano ficará concluído o projeto de requalificação da segunda fase da zona industrial do Neiva e que, até final do ano, ao abrigo da descentralização de competências para os municípios, a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho irá lançar a concurso uma nova concessão dos transportes na região.

José Maria Costa destacou que o novo centro da Solutions 30 resultou da refuncionalização de uma unidade industrial que se encontrava desativada.

“Viana do Castelo está sinalizada no radar das empresas internacionais pela sua localização, pelos bons quadros e boas acessibilidades e pela proximidade de escolas de ensino superior, universidades, centros de ciência e investigação”, sublinhou.

Fonte: Rádio Alto Minho

ANDREA CRUZ

04 MARÇO 2019, 19:19



%d bloggers like this: