Presidente da CEVAL em declarações ao Jornal Público sobre o fecho das fronteiras

Em declarações ao Jornal Público, Luis Ceia, Presidente da CEVAL, afirmou ontem “que a tomada de decisão do encerramento de pontos transfronteiriços deveria “atender à proximidade”. “Cada caso tem um tratamento diferente. Este território não tem paralelo com o todo nacional. Mais de 50% das mercadorias provenientes de Espanha para Portugal passam por cá”, justifica. Luís Cela recorda ainda que a limitação nos acessos não afecta apenas os municípios raianos, mas também outros como Ponte de Lima e Ponte da Barca. Por isso, insiste, “estas questões, que são abordadas a nível nacional, têm de manter uma geometria mais ou menos equilibrada em todo o país”.

Inscreva-se na nossa newsletter.

x
Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
%d bloggers like this: