CAMINHA: INVESTIDOR PRIVADO CONSTRÓI CENTRO DE EXPOSIÇÕES ATÉ 2022

Um centro de exposições e eventos vai ser construído por investidores privados em Vilharelho, Caminha.

O equipamento, que representa um investimento de cerca de 8,5 milhões de euros, terá cerca de 36 mil metros2 e capacidade para 20 500 lugares sentados, e mais oito mil em pé.

Segundo o autarca local, Miguel Alves, um “contrato-promessa” para posterior entrega do empreendimento designado Centro de Exposições Transfronteiriço (CET) em regime de arrendamento à Câmara Municipal de Caminha, será discutido na próxima segunda-feira em reunião do executivo. “É um investimento que vai revolucionar completamente a dinâmica turística do concelho de Caminha e de toda a região”, declarou Miguel Alves, referindo que o futuro centro vai permitir a realização de “feiras, espetáculos, concertos, congressos e que terá uma área expositiva de cerca de dois mil m2”.

O promotor do projeto é a Green Endogenous (um fundo de investimento), com sede no Porto, e que recentemente se tornou concessionária do Hotel Turismo na Guarda. “A nossa expetativa é em 2022 começar a receber eventos”, adiantou o Presidente da Câmara de Caminha, concluindo que a empresa promete criar também um parque urbano na Quinta do Corvo, onde irá adquirir terrenos para construção do referido centro de exposições. 

Fonte: Radio Alto Minho

Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish