Sinais Vitais – Estudo CIP

Expectativas de desenvolvimento da atividade economica

Inquérito apresentado esta segunda-feira pela CIP – Confederação Empresarial de Portugal indica que quase dois terços das empresas portuguesa anteveem uma quebra de vendas de cerca de 40%, em média, no último quadrimestre deste ano, face a igual período de 2019, devido aos efeitos da pandemia de covid-19.

Os resultados do inquérito tiveram em conta a resposta de 658 empresas maioritariamente dos setores da indústria e energia, serviços e comércio, sendo 75% micro ou pequenas empresas.

O inquérito, destinado a recolher e analisar informação sobre as expectativas de empresários e gestores sobre a evolução da sua atividade, aponta que mais de metade das empresas (54%) inquiridas indicam que as vendas caíram no mês de agosto, registando descida, em média, superior a 40%, face a igual mês de 2019. Também as encomendas em carteira, no início de setembro, diminuíram 40%, em média, segundo dados de 56% das empresas inquiridas a que esta situação se aplica.

Sobre a evolução de recursos humanos até final do ano, 21% das empresas responderam que preveem diminuir o número de trabalhadores, numa média de 27%, enquanto a maioria (69%) espera manter os postos de trabalho e 10% estimam aumentar o número de trabalhadores em 14% em média.

Para informação mais detalhada, consulte os resultados do estudo, disponibilizados em anexo.



Anexo

 16/09/2020

Fonte:CIP

Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish