Norte tem sete concelhos com poder de compra "per capita" superior ao da média nacional - CEVAL
27047
post-template-default,single,single-post,postid-27047,single-format-standard,bridge-core-2.1.8,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-20.5,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.1,vc_responsive
 

Norte tem sete concelhos com poder de compra “per capita” superior ao da média nacional

Norte tem sete concelhos com poder de compra “per capita” superior ao da média nacional

50 concelhos com valor inferior a 75 por cento da média

Dos 86 concelhos da Região do Norte, sete apresentam um poder de compra concelhio per capita superior ao da média nacional. Os indicadores, que reportam a 2017 e foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), colocam por ordem decrescente os concelhos do Porto, São João da Madeira, Matosinhos, Maia, Braga, Espinho e Vila Nova de Gaia.

Na análise dos dados destacam-se, igualmente, 8 concelhos com um poder de compra concelhio per capita equivalente a pelo menos 90% da média nacional – Vila Real, Bragança, Vila de Conde, Póvoa de Varzim, Viana de Castelo, Trofa, Valongo e Guimarães – e a grande maioria (50 concelhos) tem m poder de compra concelhio per capita inferior a 75% da média nacional.

Já numa análise regional, a Área Metropolitana do Porto registou um poder de compra concelhio per capita superior em 4,3% ao da média nacional. Nas restantes subregiões, por ordem decrescente, o Cávado (-10,1%), o Ave (-15,1%), o Alto Minho (-20,4%), as Terras de Trás-os-Montes (-20,5%), o Douro (-23,9%), o Tâmega e Sousa (-27,0%) e o Alto Tâmega (-30,5%) registaram um índice inferior ao da média nacional, embora com diferenças muito distanciadas entre si.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish
%d bloggers like this: