COVID-19: Comércio, Fronteiras e Turismo. CEVAL e Deputados do PS reúnem-se para fazer a radiografia da epidemia no Alto Minho.

Os deputados socialistas José Manuel Carpinteira, Marina Gonçalves e Anabela Rodrigues, juntaram-se a Luís Ceia, presidente da direção, e João Pimenta, presidente da Assembleia Geral da Confederação Empresarial do Alto Minho, para traçarem o perfil do impacto da epidemia de COVID-19 na região.

Foi nesta segunda-feira que a CEVAL e os deputados do Partido Socialista na Assembleia da República se reuniram via ZOOM para debater o impacto do COVID-19 no Alto Minho.

O estudo ‘Reativação da Economia nas regiões de Fronteira do Alto Minho’, lançado ontem pela CEVAL, foi o mote para uma reunião produtiva de trabalho, que teve como temas centrais a economia da região, as dificuldades sentidas pelas empresas, em particular o comércio nas regiões transfronteiriças, e o turismo no Alto Minho.

Nesta reunião, que se realizou a pedido do grupo de deputados do PS, foram ainda debatidos os constrangimentos sentidos pelo Alto Minho como consequência do fecho das fronteiras, medida tida como necessária por todos os participantes e que focou este encontro em soluções, propostas e medidas para o futuro.

José Manuel Carpinteira, Marina Gonçalves e Anabela Rodrigues, partilharam as preocupações da CEVAL – Alto Minho, evidenciando o seu conhecimento e preocupação com as dificuldades sentidas pelas empresas Alto Minhotas, mostraram-se também completamente disponíveis para trabalhar conjuntamente com a CEVAL na definição de uma estratégia conjunta que possibilite preparar a região para o período que virá após a crise.

Os deputados socialistas e os responsáveis da CEVAL decidiram criar um grupo de trabalho para pensar a região e trabalhar antecipadamente em medidas concretas preparando a reabertura da fronteira com a Galiza e a reativação da economia do Alto Minho no pós-COVID-19.

Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish