“Tememos o tempo que as empresas (que vivem do turismo) podem aguentar mais encerradas”

Luís Ceia, da Confederação Empresarial do Alto Minho, afirma que a reabertura das fronteiras já na próxima segunda-feira, dia 15 de junho, “é positiva” uma vez que vai permitir que haja mais empresas a estar mais próximas dos seus colaboradores ao fazerem menores distâncias para o trabalho. No entanto o facto do acesso pelas fronteiras ser condicionado coloca  problemas nas atividades de turismo e “temem” que as empresas não aguentem mais tempo encerradas.

Inscreva-se na nossa newsletter.

x
Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish